Recapitulando: A tecnologia da câmera móvel era incrível mesmo antes do iPhone e do Android

O surgimento da fotografia computacional combinada com lentes múltiplas e o fator de conveniência inerente tornaram os smartphones a escolha padrão para a maioria dos usuários que planejam fazer um registro de tudo com a foto. 

No entanto, os pesos-pesados dos telefones com câmera de hoje estão nos ombros de gigantes. Claro, pode parecer que estamos vendo um rápido aumento no ritmo das inovações relacionadas à fotografia, mas você ficaria surpreso em saber quantas delas já foram tentadas antes, às vezes bem mais de uma década atrás.

Na verdade, de muitas maneiras, fechamos um círculo. Vejamos alguns dos momentos marcantes na história das câmeras dos celulares e como eles moldaram os telefones com câmera modernos.

Os primeiro telefone com câmera

O primeiro celular do mundo com câmera o J-SH04 da Sharp

Demorou mais do que algumas iterações para chegar à nossa definição atual de telefones com câmera. Quando a Sharp lançou o J-SH04 – o primeiro telefone com câmera – no Japão em 2000, mal sabia que isso abriria um precedente para a indústria de smartphones.

Os primeiros telefones com câmera foram enviados com câmeras de resolução sub-VGA insignificantes, mas eles apresentaram a ideia de conveniência em movimento e a capacidade de capturar um momento, não importa onde você estivesse.

Uma observação é que os primeiros telefones com câmera mal podiam ser usados, mas a conveniência consolidou a importância da fotografia nos celulares.

Reação da Industria

Rapidamente se tornou óbvio para toda a indústria que as câmeras dos smartphones seriam um recurso importante no futuro.

A Nokia lançou seu primeiro telefone com câmera real no ano seguinte. O Nokia 7650 foi o primeiro telefone com câmera da Nokia a integrar uma câmera VGA em um popular design deslizante e foi o primeiro dispositivo do major finlandês a ser fornecido com recursos de MMS. Combinado, ele permitia que qualquer usuário fotografasse e compartilhasse facilmente imagens com amigos e familiares em qualquer lugar do mundo.

Com isso as porta para smartphones com câmera digital foram abertas e com isso a inovação começou a fluir. A LG fez isso um sacada interessante com o A7150, tendo uma câmera que podia ser movida levemente para mudar seu posicionamento, e depois disso a mesma seguiu com uma variedade de celulares com câmeras rotativas que podiam ser movidas com facilidade para a frente ou para trás.

A era de ouro da inovação em smartphones

De 2006 a 2009 foi realmente a era de ouro da inovação inicial dos smartphones, quando os fabricantes estavam dispostos a apostar em designes e funções interessantes aos celulares, porem ao mesmo tempo era expandido os limites das capacidades da fotografia dos celulares.

Com isso as porta para smartphones com câmera digital foram abertas e com isso a inovação começou a fluir. A LG fez isso um sacada interessante com o A7150, tendo um câmera mera que era frontal e traseira ou mesmo tempo, alternando abrir ou fechar o celular, e depois disso a mesma seguiu com uma variedade de celulares com câmeras rotativas que podiam ser movidas com facilidade para a frente ou para trás.

Os fabricantes de smartphones realmente adotaram fatores de forma exclusivos e recursos de fotos de 2006-2009.

Na série N, ele estreou fatores de forma loucos como o N93, que combinava um sensor de 3,15 MP com lentes Carl Zeiss e uma lente de alcance total honesta.

Sim, você leu certo. Lançado em 2006, o telefone permite que você o transforme em um formato semelhante a uma camcorder com um conjunto de movimento completo que oferece zoom ótico de até 3x. Mesmo hoje, poucos telefones, exceto o Asus Zenfone Zoom e o Galaxy S4 Zoom, tentaram isso.

No entanto, a verdadeira lenda provou ser o Nokia N95 de deslizamento duplo. Equipado com uma câmera de 5 MP e lentes Carl Zeiss, o telefone obteve imagens nítidas que ainda se mantêm hoje.

A configuração da câmera estreou aqui gerou algumas variantes como o N95 8GB, mas mais importante, o Nokia N82.

Foto tirada no Nokia N82

Hoje, a imagem acima não se destaca como especial, mas a versatilidade do telefone mostrava o potencial da fotografia em um smartphone e me permitia capturar momentos que simplesmente não seriam possíveis na maioria dos outros hardwares em 2007 .

A rival Sony Ericsson também estava mergulhando na expertise de sua divisão de câmeras e lançando hardware de qualidade em sua série K de telefones. O K850i se destaca como um destaque particular.

Como podemos ver a fotografia nos celulares já era algo real, muito antes da existência do Iphone e dos celulares Android.

Rolar para cima